As universidades com maior taxa de empregabilidade em 2017

Construir uma conexão eficaz entre os estudantes e o mercado de trabalho é uma preocupação que as melhores universidades do mundo levam a sério. Recentemente, o site Top Universities divulgou o QS Graduate Employability Ranking de 2017, que lista as 300 instituições ao redor do mundo cujos alunos apresentam os melhores resultados de empregabilidade no mercado de trabalho.

O ranking é baseado em cinco aspectos fundamentais da empregabilidade: quais universidades formam os melhores profissionais de cada área (mais de 37 mil empregadores foram ouvidos para o estudo); a taxa de emprego após a graduação; as parcerias entre as empresas e as instituições; a conexão entre empregadores e os estudantes; e a quantidade de ex-alunos entre os profissionais mais inovadores, criativos e bem sucedidos do mercado de trabalho.

Universidade de Columbia, uma das dez melhores entre as taxas de empregabilidade de 2017
Universidade de Columbia, uma das dez instituições com as melhores taxas de empregabilidade de 2017

Melhores universidades com maior taxa de empregabilidade do mundo

Como na maioria dos rankings, as universidades americanas ocupam os melhores lugares. Entre as 300 instituições selecionadas, 56 são americanas e dez estão entre as 25 melhores universidades, como a Columbia University e a University of California, Berkeley.

No topo da lista está a Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. Localizada no coração do Vale do Silício, a instituição é reconhecida por formar, todos os anos, centenas de empreendedores e empresários de sucesso, o que, definitivamente, reflete em sua imbatível pontuação no indicador de resultado dos estudantes.

Universidade de Stanford, a melhor universidade com taxa de empregabilidade no mundo
Universidade de Stanford, a melhor do mundo no ranking de empregabilidade

Com uma lista de ex-alunos formada por astronautas, políticos e empresários reconhecidos no mundo todo, incluindo nomes como Buzz Aldrin e Kofi Annan, o Massachusetts Institute of Technology (MIT) aparece na segunda posição da lista, seguida pela Tsinghua University, instituição chinesa onde estudaram nomes como Xi Jinping, atual presidente do país.

Da China, ainda aparecem entre as 25 melhores universidades a Peking University, na 12º posição, e a Fudan University, na 14º.

As universidades do Reino Unido também se destacaram, com instituições como a Universidade de Cambridge (5º) e Oxford (8º) entre outras bem posicionadas no ranking da Top Universities.

Confira, abaixo, a lista das 25 melhores universidades:

1 – Stanford University (Estados Unidos)
2 – Massachusetts Institute of Technology – MIT (Estados Unidos)
3 – Tsinghua University (China)
4 – The University of Sydney (Austrália)
5 – University of Cambridge (Reino Unido)
6 – École Polytechnique (França)
7 –Columbia University (Estados Unidos)
8 – Univesity of Oxford (Reino Unido)
9 – University of California, Berkeley – UC Berkeley (Estados Unidos)
10 – Princeton University (Estados Unidos)
11 – The University of Melbourne (Austrália)
12 – Peking University (China)
13 – Cornell University (Estados Unidos)
14 – Fudan University (China)
15 – University of California, Los Angeles (Estados Unidos)
16 – ETH Zurich, Swiss Federal Institute of Technology (Suíça)
17 – University of Chicago (Estados Unidos)
18 – The University of Hong Kong (Hong Kong)
19 – University of Toronto (Canadá)
20 – Imperial College London (Reino Unido)
21 – National University of Singapore – NUS (Cingapura)
22 – University of Waterloo (Canadá)
23 – University of Pennsylvania (Estados Unidos)
24 – University College London – UCL (Reino Unido)
25 – Brown University (Estados Unidos)

Saiba mais sobre universidades nos Estados Unidos

mm

Equipe G.A.T.E. BR

O G.A.T.E. (Global Access Through Education) é uma plataforma de conteúdo com artigos sobre escolas e universidades no exterior, perspectivas profissionais e informações sobre desenvolvimento pessoal.

Deixe uma resposta