TOEFL x IELTS: qual a diferença entre os exames?

Seja para ingressar em uma universidade no exterior ou até mesmo para comprovar suas habilidades e fluência no inglês, os exames de proficiência são fundamentais para avaliar a sua compreensão e a capacidade de se comunicar no idioma.

TOEFL x IELTS

Dois dos certificados mais aceitos internacionalmente para comprovar o inglês são o TOEFL (Test of English as a Foreign Language) e o IELTS (International English Language Testing System). Em um primeiro momento, decidir qual dos dois exames prestar pode até parecer difícil, afinal, ambos têm suas semelhanças.

Por definição, TOEFL e IELTS seguem a mesma linha: são provas de proficiência de inglês divididas em quatro seções – leitura, conversação, redação e compreensão. Além disso, ambos são amplamente aceitos no mundo todo e a pontuação dos alunos nos dois exames tem a validade de dois anos (o IELTS não apresenta uma validade no certificado, mas as universidades dificilmente aceitam o certificado após dois anos).

No entanto, embora TOEFL e IELTS testem com precisão o nível de idioma, eles são diferentes em sua abordagem, estrutura e critérios de avaliação. Por isso, compará-los pode ser uma boa maneira de acertar ao optar por um dos dois.

Quais são as principais diferenças entre TOEFL e IELTS?

Um dos pontos que mais diferencia o TOEFL do IELTS é o método de avaliação. O TOEFL é composto basicamente por questões de múltipla escolha e, desde 2005, pode ser feito inteiramente pelo computador, em uma prova conhecida como TOEFL iBT.

Já o IELTS é realizado em centros autorizados e possibilita escolher entre dois tipos de prova: General e Academic. O IELTS Academic, como o nome sugere, é mais adequado para quem pretende aplicar para universidades ou instituições de ensino superior, enquanto o IELTS General é mais indicado para quem deseja realizar cursos que não sejam de graduação, trabalhar e até mesmo para casos de imigração para um país de língua inglesa.

Com a duração de quatro horas e meia, o TOEFL é a prova mais longa entre as duas e, por ser um teste de múltipla escolha, apela para o aluno que é mais intuitivo.

Um pouco mais objetiva, a etapa Written do IELTS (Listening, Reading e Writing) tem duração aproximada de três horas a três horas e meia – a parte de conversação é feita no dia seguinte. Nela, saem-se melhor estudantes que tenham habilidade para compreender textos e uma boa memória.

Qual dos dois eu devo prestar?

Apesar de ambos serem reconhecidos mundialmente, de maneira geral, o TOEFL é mais aceito nos Estados Unidos e o IELTS em países da Europa, na Nova Zelândia e na Austrália. Também é importantíssimo pesquisar sobre o processo de aplicação para cursos superiores ou não e, a partir disso, ponderar qual deles é ideal para os seus objetivos específicos.

E se eu já tiver feito o exame de Cambridge?

São diversos testes de proficiência emitidos pela Universidade de Cambridge, como FCE (First Certificate in English) e CPE (Certificate of Proficiency in English), todos altamente prestigiados na Europa. Embora os certificados de Cambridge também demonstrem com eficácia a proficiência em inglês e sejam amplamente aceitos, seu objetivo é mais genérico. Um dos principais motivos é o fato de que seu certificado é vitalício, ou seja, não há data de expiração.  Como as universidades costumam pedir testes com validade de, no máximo, dois anos, eles raramente são aceitos em applications de cursos de ensino superior.

Preparar-se é fundamental

Diferenças a parte, ambos os testes são reconhecidos por seu nível de exigência altíssimo. Portanto, aconselha-se aos estudantes cursar aulas preparatórias para os exames de proficiência. Não há segredo: quanto mais treino, melhor será o seu desempenho em qualquer uma delas.

Veja, abaixo, as diferenças entre os dois.

info_TOEFLxIELTS

Cursos preparatórios para TOEFL no exterior

mm

Equipe G.A.T.E. BR

O G.A.T.E. (Global Access Through Education) é uma plataforma de conteúdo com artigos sobre escolas e universidades no exterior, perspectivas profissionais e informações sobre desenvolvimento pessoal.

Deixe uma resposta