Por que tantos estudantes procuram a Irlanda?

Custo-benefício, localização e diversidade cultural estão entre os motivos que fazem da Irlanda um dos países mais procurados para fazer um intercâmbio

A Irlanda é o país onde os estudantes internacionais mais se sentem satisfeitos. Isso é o que garante uma pesquisa feita recentemente pelo site holandês Study Portal, que ouviu cerca de 17 mil intercambistas, incluindo brasileiros.

Motivos para o país agradar não faltam. “A popularidade da Irlanda tem aumentado e isso se deve ao fato de ela oferecer inúmeras oportunidades aos estudantes durante um intercâmbio”, diz Bruno Contrera, gestor de Universidades e Cursos no Exterior do STB, destacando vantagens como o preço mais acessível e o fato de o país emitir um visto que permite conciliar estudo e trabalho.

Qualidade e custo de vida

Em termos de qualidade de vida, a Irlanda também se destaca. Para se ter ideia, Dublin, a capital do país, aparece na 33º posição no ranking das cidades com maior qualidade de vida do mundo, à frente de lugares como Paris (37º), Londres (39º) e Nova York (44º).

O custo de vida na Irlanda é outro ponto que chama atenção. Em 2016, Dublin foi eleita a 40º cidade mais barata do mundo, segundo o apontador Cost of Living Index. Dados do site Numbeo.com, que compara preços entre as cidades do mundo, confirmam o bom custo-benefício de morar no país: Dublin, por exemplo, bate Londres e Nova York no custo de despesas importantes como aluguel e alimentação.

Oportunidade de trabalho

O brasileiro Ralph Marcondes Cangussu desembarcou em Dublin no início de outubro, ao lado da mulher, Lucinéia de Souza, para fazer um intercâmbio de estudo e trabalho com duração de 25 semanas na escola IBAT / The Language Gallery.  “A Irlanda me atraiu pela oportunidade de estudar a longo prazo e por facilitar a retirada do visto de estudante com direito a trabalhar”, conta.

A facilidade para a obtenção do visto de estudante e a possibilidade de conseguir permissão de trabalho é um dos motivos que tornou a Irlanda um destino tão procurado. Mesmo com uma recente mudança nas regras de intercâmbio, o país continua sendo um dos que mais oferece oportunidades para os estudantes estrangeiros. De acordo com a nova regra, podem-se obter vistos com a duração de 25 semanas. Já a permanência será liberada por oito meses, podendo ser renovada até duas vezes, possibilitando que o aluno fique no país por até 24 meses.

Para se sustentar durante o período do intercâmbio na Irlanda, os estudantes têm ainda a oportunidade de trabalhar por até 20 horas semanais, caso confirmem oito meses de estadia no país, além de 40 horas semanais nas férias.

O cenário também é animador para quem deseja investir em uma carreira de longo prazo. “A Irlanda é um hub de tecnologia, abrigando algumas das maiores e melhores empresas da área do mundo. Para se ter ideia, nomes como Facebook e Google já têm sedes por lá e estão sempre em busca de brasileiros”, diz Contrera.

Localização privilegiada

A localização é outro ponto que cativa estudantes do mundo todo, afinal, estar na Europa traz facilidades para quem não abre mão de viajar ou quer conhecer novos lugares durante o período de intercâmbio. Companhias áreas low cost e a proximidade com países como a Inglaterra e a Escócia permitem que os estudantes façam muitas viagens ao longo do seu período de estudos, conhecendo novas culturas e ampliando os seus horizontes.

Diversidade e hospitalidade

A Irlanda é um dos destinos com a maior diversidade cultural para o intercâmbio, chegando a receber alunos de até 40 nacionalidades diferentes por ano. Isso permite que os estudantes convivam e façam amizades com pessoas do mundo todo, o que os ajuda a praticar o inglês, além de colaborar para a sua formação pessoal.

Acostumados com o clima de diversidade, os irlandeses também são reconhecidos mundialmente por sua hospitalidade. Ao chegar no país, é comum que os estudantes estrangeiros se sintam acolhidos pelos locais, que têm o histórico de gentileza comprovado. Segundo a revista americana “Travel + Leisure”, Dublin, Galway e Cork estão entre as cinco cidades mais simpáticas do mundo.

“Minha mulher e eu fomos muito bem recebidos bem pela host family e por todos na escola”, afirma Cangussu. “Embora o nosso inglês ainda seja iniciante, não precisamos usar a tecnologia e nem mímicas para conversar, pois a família sempre busca palavras simples para a nossa comunicação. A Irlanda foi uma ótima escolha”, diz ele.

mm

Equipe G.A.T.E. BR

O G.A.T.E. (Global Access Through Education) é uma plataforma de conteúdo com artigos sobre escolas e universidades no exterior, perspectivas profissionais e informações sobre desenvolvimento pessoal.

Deixe uma resposta